A história do jogo de xadrez que salvou a vida de um ucraniano
O que é preciso para fazer intercâmbio na Austrália
16/08/2019
Primeira edição de Harry Potter e a Pedra Filosofal é vendida por R$ 140 mil
20/08/2019

A história do jogo de xadrez que salvou a vida de um ucraniano

O hábito de jogar xadrez requer muita habilidade, raciocínio lógico e estratégia. E esses atributos não faltaram para o ucraniano Ossip Bernstein em 1918, quando foi preso e condenado pela polícia bolchevique durante a Revolução de Outubro, que destituiu a monarquia russa. O ucraniano, que na época tinha 36 anos e já era um renomado mestre enxadrista, escapou da pena de morte após uma vitoriosa partida de xadrez contra um dos policiais destinados a cumprir a ordem de execução.

Homem de negócios bem-sucedido, Bernstein participou de vários torneios pela Europa e ganhou títulos que o reconheceram como grande mestre enxadrista da época, tamanha sua habilidade e dedicação ao esporte. Além disso, o jovem ucraniano também foi advogado e consultor financeiro de empresas durante a monarquia do czar Nicolau II. Foi preso e condenado a ser fuzilado por um pelotão devido a práticas financeiras ilegais após a chegada de Vladimir Lênin ao poder na Rússia.

Enquanto aguardava o cumprimento de sua sentença, um dos guardas viu seu nome na lista e perguntou a Ossip Bernstein se ele era o famoso mestre do xadrez. Sem acreditar que a afirmativa fosse verdadeira, desafiou-o para um duelo: se perdesse ou empatasse, a pena seria executada; porém, se ganhasse, seria libertado e poderia ir embora do país. O mestre do esporte concordou e deu um xeque-mate no oficial em poucas jogadas. O guarda cumpriu sua palavra e permitiu que o ucraniano fosse libertado. Após a disputa, escapou em um navio britânico em direção à França, onde viveu até seus últimos dias.

A prática do xadrez como conhecemos hoje surgiu no século XV no sudoeste da Europa. O jogo se desenvolveu a partir de uma brincadeira similar de origem persa e indiana, praticada em meados do século V e VI. Além de esporte, a competição de tabuleiro também é reconhecida como arte e ciência em sua prática e teoria, devido à alta exigência de tática e estratégia para alcançar o objetivo final: o xeque-mate no adversário.



1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by