Aeroporto de Porto Alegre registra parte da história do Rio Grande do Sul
Designer desenvolve mapa com todas as explosões atômicas já registradas
18/09/2019
Cidade do interior de São Paulo é escolhida a mais inteligente do Brasil
23/09/2019

Aeroporto de Porto Alegre registra parte da história do Rio Grande do Sul

Umas das principais notícias de Porto Alegre nesta semana foi a desativação do terminal 2 do Aeroporto Internacional Salgado Filho. Ponto de chegada e partida de gaúchos para destinos nacionais e internacionais, o antigo prédio, inaugurado há quase 70 anos, já não era mais o principal local de embarque e desembarque da cidade desde 2001, quando o novo terminal foi inaugurado. Mas a história construída nas últimas décadas ainda ficará na memória dos porto-alegrenses por muitos anos e, hoje, véspera da data mais importante do Rio Grande do Sul, o blog da Traduzca resgata algumas curiosidades de um dos principais aeroportos do Brasil.

Às margens do Rio Gravataí, a história do Aeroporto Internacional Salgado Filho começa ainda nos anos de 1920, quando uma pista de terra com aproximadamente seiscentos metros de comprimento era utilizada pelo pelotão de Serviços de Aviação da Brigada Militar, a polícia militar gaúcha. Pouco tempo depois, com a construção de dois galpões com oficinas e hangares, o local passou a ser conhecido como Aeródromo de São João. Quando o governo do Rio Grande do Sul decidiu encerrar o serviço aeroviário da polícia, cedeu e arrendou o terreno e as aeronaves para um empresário que instalaria uma escola de aviação civil.

Os primeiros voos comerciais partindo de Porto Alegre começaram em 1927, quando a Viação Aérea Rio-Grandense, conhecida como Varig, iniciou suas operações com um hidroavião Dornier Do J, apelidado de Atlântico, que transportava até nove passageiros e decolava e aterrissava em rios e lagos. A companhia aérea cresceu e adquiriu, poucos anos depois, o primeiro avião com trem de pouso. Com isso, foi preciso que a capital do Rio Grande do Sul voltasse a ter um aeroporto, então, o governo iniciou o processo de retomada do terreno que utilizava anteriormente. As obras de construção começaram em 1937, e o Aeroporto de Porto Alegre foi inaugurado oficialmente em julho de 1940.

Desde então passou por uma série de melhorias, como a pavimentação dos 900 metros de comprimento e 42 metros de largura da pista, para que aviões maiores pudessem operar. Já na década de 1950 o local passou a ser chamado de Aeroporto Internacional Salgado Filho, com novos módulos de passageiros. Anos mais tarde, o último trecho de pista foi inaugurado, com 2 280 metros de comprimento, área para taxiamento e estacionamento de aeronaves. Nos anos de 1980, novos terminais de carga e manutenção passaram a ser utilizados por companhias aéreas que usavam o local como base de operações.

Com o passar dos anos, o movimento no Aeroporto Internacional Salgado Filho foi aumentando, e o antigo terminal já não era suficiente. Em 2001, um novo prédio foi inaugurado, e as operações aeroportuárias de Porto Alegre foram transferidas de local. O terminal 2, como ficou conhecido o prédio que abrigou todas as operações aéreas da capital do Rio Grande do Sul até o início do século XXI e registrou boa parte da história do estado, ainda pode ser acessado por interessados em assistir voos decolando e aterrissando na cidade e visitar a obra “A Conquista do Espaço”, do artista italiano Aldo Locatelli, que está em exposição permanente no local.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by