Alunos das Filipinas terão que plantar árvores antes de se formarem na escola
Antigo deus maia lembra e é comparado ao super-herói Batman
03/06/2019
Peça de xadrez perdida há 200 anos é encontrada dentro de uma gaveta
05/06/2019

Alunos das Filipinas terão que plantar árvores antes de se formarem na escola

Os momentos que passamos na escola são inesquecíveis. Muitos afirmam, ainda, que são os melhores anos de nossas vidas. Aprendemos, fazemos amigos e vivemos histórias que contamos por muito tempo para filhos e netos. Agora, uma nova lei que entrou em vigor recentemente nas Filipinas diz que os estudantes precisam completar mais uma etapa antes de se formarem. Alunos do país inteiro só poderão completar o grau, independente de qual for, após plantarem, cada um, pelo menos dez árvores.

A iniciativa é resultado de uma parceria entre o Departamento de Educação, Agricultura e Recursos Naturais com a Comissão dos Indígenas das Filipinas. Já a administração ficará por conta das agências governamentais, que serão responsáveis pela preparação do solo, mudários e distribuição das plantas paras as escolas do Ensino Superior, do Ensino Médio e do Ensino Básico. As árvores serão plantadas em florestas já existentes, em áreas de proteção ambiental, zonas militares e urbanas selecionadas.

O representante do governo filipino e um dos líderes do projeto, Gary Alejano, diz que “com mais de 12 milhões de estudantes se formando no Ensino Básico, quase 5 milhões se formando no Ensino Médio e 500 mil se graduando na faculdade a cada ano, essa iniciativa, se implantada propriamente, irá trazer pelo menos 175 milhões de novas árvores a cada ano”. A ideia é desenvolver no país uma tradição de reflorestamento nacional.

As Filipinas são um grande arquipélago localizado na Ásia. O país sofreu por anos com o desmatamento. Em 1990, a título de comparação, florestas nativas cobriam 21 milhões de hectares, aproximadamente 70% da área total. Menos de dez anos depois, em 1999, esse número caiu para aproximadamente 20%, isto é, 5 milhões de hectares. Com a retomada do reflorestamento, o governo filipino espera maior absorção de CO², um dos gases causadores do efeito estufa.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by