_yoast_wpseo_title
Conheça a Liberlândia, o país mais liberal do mundo
4 de agosto de 2015
Veja como Hiroshima se reergueu 70 anos após bombardeio atômico
6 de agosto de 2015

Conheça seis fatos absurdos sobre a vida do escritor Ernest Hemingway

Ernest-Hemingway

O escritor norte-americano Ernest Hemingway teve uma vida muita intensa. Sua experiência como correspondente de guerra em Madrid, durante a Guerra Civil Espanhola, serviu como inspiração para uma de suas maiores obras, “Por Quem os Sinos Dobram”. O blog da Traduzca apresenta hoje seis curiosidades sobre a vida do escritor.

1- Hemingway morou, bebeu e dormiu com um urso
A história não é confirmada, mas em uma reportagem sobre a vida do escritor publicada na revista New Yorker, aparece essa história sobre os ursos do zoológico do Bronx.

2- A KGB já recrutou Hemingway como espião
Segundo documentos, Hemingway foi recrutado em 1941 e usava o codinome “Argo”, mas nunca forneceu informações úteis. Não se sabe, na verdade, se o escritor encarou o trabalho de espião como uma simples brincadeira com os soviéticos.

3- Nos últimos anos de vida, Hemingway era vigiado pelo FBI
O escritor passou seus últimos dias paranoico com uma possível vigilância do FBI, que era real. De acordo com arquivos do FBI, Hemingway foi incluído em uma lista de pessoas suspeitas em 1940.

4- Hemingway achava perigoso não ir a eventos de lutas
Durante uma entrevista, o escritor declarou que era “absolutamente necessário ir a vários eventos de lutas boas por ano, pois se você ficar muito tempo sem ir, você as abandona”.

5- James Joyce começava uma briga, e Hemingway a terminava
Hemingway e o irlandês James Joyce eram muito amigos. Sempre que saíam para beber, Joyce arrumava uma briga mas, de tão bêbado, não conseguia enxergar o homem com que brigava, então dizia: “Cuida dele, Hemingway! Cuida dele!”

6- Segundo Hemingway, suas pálpebras eram muito finas
Essa história também está na reportagem publicada na revista New Yorker. Hemingway disse que sempre acordava ao nascer do sol porque suas pálpebras eram muito finas e sensíveis à luz.

Outras curiosidades bizarras sobre a vida de Ernest Hemingway você encontra aqui.