Descoberta na Itália pintura com cena sensual da mitologia grega - Traduzca - Tradução juramentada, simultânea e documentos. Orçamento online!
Instituto de Arte de Chicago disponibiliza milhares de obras de arte em alta resolução para download
9 de janeiro de 2019
Série Doctor Who é homenageada pela NASA em descoberta de nova constelação
11 de janeiro de 2019

Descoberta na Itália pintura com cena sensual da mitologia grega

A pintura, encontrada em uma casa soterrada pelas cinzas do vulcão Vesúvio, que destruiu a cidade de Pompéia, na Itália, há mais de 2 mil anos, mostra Leda, despida, tendo em seu colo o cisne com quem geraria os gêmeos Helena e Pólux.

A pintura, encontrada em uma casa soterrada pelas cinzas do vulcão Vesúvio, que destruiu a cidade de Pompéia, na Itália, há mais de 2 mil anos, mostra Leda, despida, tendo em seu colo o cisne com quem geraria os gêmeos Helena e Pólux.

A pintura, encontrada em uma casa soterrada pelas cinzas do vulcão Vesúvio, que destruiu a cidade de Pompéia, na Itália, há mais de 2 mil anos, mostra Leda, despida, tendo em seu colo o cisne com quem geraria os gêmeos Helena e Pólux.

A mitologia grega é capaz de encantar muita gente até os dias de hoje. Antigamente, até os conquistadores romanos incorporaram ou mesclaram à sua cultura as epopéias dos gregos. Recentemente, arqueólogos descobriram no parque arqueológico de Pompéia, oeste da Itália, uma pintura da mitologia até então desconhecida. A arte mostra a princesa Leda, rainha de Esparta, sendo seduzida por um cisne que na realidade é Zeus, rei dos deuses do Olimpo.

A pintura, encontrada em uma casa soterrada pelas cinzas do vulcão Vesúvio, que destruiu a cidade de Pompéia há quase 2 mil anos, mostra Leda, despida, tendo em seu colo o cisne com quem geraria os gêmeos Helena e Pólux. A diferença dessa pintura para outras que retratam a mesma cena é o fato de Leda encarar o espectador. “As descobertas extraordinárias continuam”, comentou no Instagram o diretor-geral do parque de Pompéia, Massimo Osanna. As escavações ao longo de 2018 trouxeram achados significativos. Além de diversos esqueletos humanos, também foram revelados os restos de um cavalo.

O estudo revelou que, pela riqueza das cores e pelo olhar de Leda, tudo indica que o dono da casa era rico e que pagou caro pelo trabalho. Além disso, inscrições recém-descobertas indicam que o vulcão próximo ao Mar Mediterrâneo teria entrado em erupção dois meses mais tarde do que se supunha. Pompéia é um dos sítios arqueológicos mais famosos do mundo e uma das principais atrações turísticas da Itália.

Atualmente, técnicos estão avaliando a possibilidade de mover os afrescos para outro lugar no intuito de preservá-los e exibi-los ao público.