Eleição para prefeitura de cidade nas Filipinas é definida no cara ou coroa
Ônibus oficial das Spice Girls é oferecido como hospedagem em Londres
24 de maio de 2019
NASA levará nomes de habitantes da Terra para explorar Marte
28 de maio de 2019

Eleição para prefeitura de cidade nas Filipinas é definida no cara ou coroa

Quando o assunto é eleições, as reações são as mais diversas. Uns defendem um lado, outros defendem outro lado, e assim as pessoas votam nos candidatos em que mais acreditam. As disputas cada vez mais acirradas mostram que os políticos precisam convencer cada vez mais os eleitores. Mas e quando o pleito empata, como é definido o próximo governante? Isso aconteceu neste mês nas Filipinas, e o critério de desempate fugiu um pouco do comum.

O arquipélago asiático passou por eleições gerais no início deste mês. Os filipinos elegeram 81 governadores, 1.634 prefeitos e mais de 13,5 mil vereadores. Mais de 43 mil candidatos participaram do pleito, mas um posto só foi resolvido quatro dias após o fechamento das urnas. Dois candidatos, um homem e uma mulher, que concorriam à prefeitura de Araceli, na província de Palawan, receberam exatamente 3.495 votos cada, empatando a disputa. Para definir o vencedor, três rodadas de “cara ou coroa” foram feitas.

A legislação em vigor nas Filipinas prevê que, em caso de empate, o vencedor da eleição deve ser decidido em um sorteio com papéis retirados de uma urna, mas os candidatos Sue Cadilla e Neol Beronio chegaram a um acordo e concluíram que o jogo da moeda seria mais rápido é fácil. Sue escolheu coroa três vezes e foi proclamada prefeita de Araceli. As autoridades eleitorais do país dizem que a decisão foi “aceitável”.

Uma técnica diferente para o mesmo problema foi usada no distrito britânico de South Blyth, em 2017. Na ocasião, a candidata Lesley Rickerby derrotou seu oponente ao parlamento local, Daniel Carr, numa disputa do palito mais curto. No Brasil, a legislação eleitoral prevê cenários de empate, e os critérios para definição do vencedor são maior idade, no caso dos candidatos que se enquadrarem na condição de idoso, maior pontuação obtida na prova de conhecimentos específicos, maior pontuação obtida na prova discursiva, entre outros.