Formação de nomes e sobrenomes russos é diferente e curiosa
Trocadilho reúne nomes da literatura brasileira em camiseta
14 de abril de 2014
Cartas de soldados da I Guerra Mundial estão em site inglês
16 de abril de 2014

Formação de nomes e sobrenomes russos é diferente e curiosa

Talvez você nunca tenha dado bola ou parado para se perguntar como são formados ou usados os nomes e sobrenomes em outros lugares. No Brasil, na maioria dos casos adotamos o padrão de “nome + sobrenome materno + sobrenome paterno”. Na Rússia é diferente. E um tanto curioso.

Lá, os nomes completos são formados por “nome + patronímico + família”. Vamos ver isso na prática, conforme mostra o blog “Falando Russo“, de como se forma o nome do hipotético personagem Petr Petrovich Petrov.

nomes-sobrenomes-russos-sharapova-traduzca

A construção do nome Maria Yuryevna Sharapova, por exemplo, diz que Maria é filha de Yuri, do clã dos Sharapov.

Petr é o nome, e o que vem logo a seguir é uma referência ao nome do pai acompanhado de sufixos de acordo com o gênero. No masculino, “ich”, “vich” ou “evich”. Enquanto no feminino, aparecem como “ovna”, “evna” ou “ichna”. O resultado até aqui seria Petr Petrovich, cujo significado indicaria “Petr filho de Petr”. Um exemplo de como isso funciona para as mulheres de lá é o seguinte nome: Olga Yurievna. Logo, “Olga filha de Yuri”.

Compreendida a dinâmica até aqui, hora de entender os sobrenomes, cujos sufixos também variam de acordo com o gênero. Para masculino, as terminações mais comuns são “ov”, “ev”, “öv”, “in”, “ih” e “yh”, enquanto no feminino são “ova”, “eva”, “öva”, “ina”, “ih” ou “yh”. Outras etnias, inclusive, emprestam seus sufixos também, como os sobrenomes terminados em “enko”, “chenko”, “uk”, “chuk” e “kin”, por exemplo. Além disso, o indicativo de família deve ser encarado como clã. Ou seja, Petrov seria o “clã de Petr”.

Melhor que um exemplo hipotético, um exemplo real para treinar isso: Maria Yuryevna Sharapova. Podemos dizer que Maria é filha de Yuri, do clã dos Sharapov. Ficou mais fácil de entender, não?

Ah, e uma dica de etiqueta importantíssima que o “Falando Russo” destaca: “Jamais devemos nos dirigir a um desconhecido, formalmente, somente pelo nome. Daí a importância do patronímico”.

Provavelmente, a partir de agora você nunca mais vai ver um sobrenome russo sem montar o quebra-cabeça de “nome + patronímico + família”. Depois dessa informação toda, você seria capaz de decifrar os nomes dos pais destes russos ilustres?

– Fiódor Mikhailovich Dostoiévski

– Piotr Ilitch Tchaikovsky

– Yuri Alekseievitch Gagarin

– Boris Nicoláievitch Iéltsin

– Mikhail Nikolaevich Baryshnikov

– Aleksandr Vladimirovich Popov

– Anton Pavlovitch Tchecov

– Mikhail Sergeyevich Gorbachev

Comentários