Indiano de 20 anos é a “calculadora humana" mais rápida do mundo
Influência da Terra explica existência de ferrugem na Lua
22/09/2020
Considerado falso, quadro atribuído a Rembrandt pode ser verdadeiro
24/09/2020

Indiano de 20 anos é a “calculadora humana” mais rápida do mundo

Neelakantha Bhanu Prakash é um aficionado por números. O indiano pensa e faz cálculos mentais o tempo todo, sendo considerado a “calculadora humana” mais rápida do mundo. Com apenas 20 anos de idade, ele considera a matemática um “grande esporte mental” e tem como missão “erradicar a fobia da matemática”.

Prakash compara sua relação com a matemática com os feitos do atleta jamaicano Usain Bolt nas pistas de atletismo. Em entrevista à rádio britânica BBC Radio 1 Newsbeat, o indiano sustenta que “comemoramos quando alguém como Usain Bolt corre 100 metros em 9.8 segundos, mas não questionamos qual é o sentido de correr tão rápido em um mundo com carros e aviões”. Segundo o jovem, “trata-se de inspirar as pessoas de que seu corpo pode fazer algo inimaginável, e é o mesmo com cálculos e matemática”.

Mas a relação de Prakash com a matemática nem sempre foi assim. O indiano sofreu um acidente quando tinha apenas cinco anos de idade e os médicos informaram sua família que ele teria o risco de desenvolver problemas cognitivos com o tempo. Então, passou a fazer "cálculos matemáticos mentais para sobreviver, para manter meu cérebro ativo", disse à emissora de rádio britânica.
Antes de ganhar os primeiros campeonatos de matemática, Prakash treinava de seis a sete horas por dia.

Mas a relação de Prakash com a matemática nem sempre foi assim. O indiano sofreu um acidente quando tinha apenas cinco anos de idade e os médicos informaram sua família que ele teria o risco de desenvolver problemas cognitivos com o tempo. Então, passou a fazer “cálculos matemáticos mentais para sobreviver, para manter meu cérebro ativo”, disse à emissora de rádio britânica.

Antes de ganhar os primeiros campeonatos de matemática, Prakash treinava de seis a sete horas por dia, além da rotina na escola. O indiano disse utilizar uma “prática não estruturada em que fico pensando em números o tempo todo”, além de recitar a tabuada do 48 durante a entrevista para a BBC Radio 1 Newsbeat.

“Erradicar a fobia de matemática”

Com quatro recordes mundiais e várias outras conquistas, o indiano diz que suas conquistas “são apenas uma metáfora para dizer que o mundo precisa de matemáticos. E a matemática deve ser divertida para dizermos que esse é um assunto que amamos”. Sua missão agora é “erradicar a fobia de matemática”, pois, segundo Prakash, “o medo influencia as carreiras que as pessoas seguem e isso significa que elas não seguem a carreira matemática”.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?