Jovem de 29 anos é uma das responsáveis pela primeira imagem de um buraco negro - Traduzca - Tradução juramentada, simultânea e documentos. Orçamento online!
General herói da independência dos Estados Unidos era uma mulher
10/04/2019
Página na internet traduz expressões tipicamente brasileiras para o inglês
12/04/2019

Jovem de 29 anos é uma das responsáveis pela primeira imagem de um buraco negro

O mundo foi surpreendido na última quarta-feira, dia 11 de abril, com a divulgação da primeira foto de um buraco negro. O feito é um marco na história da ciência, pois comprova a teoria que o físico alemão Albert Einstein escreveu há mais de cem anos. O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa simultânea e coletiva em sete países, quando os pesquisadores anunciaram detalhes da descoberta. Além da inédita imagem, outro fato chamou a atenção de muitos: uma das líderes do estudo, a norte-americana Katie Bouman, de apenas 29 anos.

Antes de falarmos sobre Katie Bouman, explicaremos o significado da descoberta. Buraco negro é uma região do espaço que suga tudo que estiver em velocidade igual ou inferior à velocidade da luz, ou seja, 299.792,458 quilômetros por segundo. Os primeiros registros sobre uma possível existência deste fenômeno datam de 1783, mas foi em 1915 que o físico alemão Albert Einstein comprovou a existência com a Teoria da Relatividade Geral. Desde então, as evidências da existência de buracos negros no espaço eram apenas observacionais indiretas, ou seja, obtidas a partir de raios-X de objetos em outras galáxias, por exemplo.

Para conseguir a primeira imagem, um grupo de cientistas criou uma força tarefa chamada Event Horizon Telescope, formada por 8 telescópios comandados por mais de 200 cientistas trabalhando há mais de dois anos para conseguir capturar a imagem. Uma das líderes da empreitada é Katie Bouman, que aos 29 anos ajudou a desenvolver o programa de computador que tornou a fotografia possível. A jovem, que conquistou o doutorado em ciência da computação no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, começou a desenvolver o algoritmo há três anos, quando ainda era aluna da graduação.

Em uma foto publicada no Twitter, o MIT comparou seu feito com o de Margaret Hamilton, que criou o código que ajudou os primeiros astronautas americanos a irem à Lua. Já no Facebook, a cientista é flagrada no momento em que a imagem do buraco negro aparece no seu computador. Entusiasmada, dizia estar “acompanhando incrédula a primeira imagem de um buraco negro passando pelo processo de reconstrução”.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by