Lâmpada está acesa há 118 anos em central de bombeiros dos Estados Unidos
Conheça três tipos de cidadania europeia e descubra se você tem direito
02/12/2019
Peça de xadrez mais antiga do mundo é encontrada no sul da Jordânia
04/12/2019

Lâmpada está acesa há 118 anos em central de bombeiros dos Estados Unidos

Uma lâmpada foi registrada no Guinness, o livro dos recordes, como a que está acesa por mais tempo no mundo. Instalada em 1901 na central de bombeiros da cidade de Livermore, no norte do estado norte-americano da Califórnia, até hoje a lâmpada ficou desligada por apenas 22 minutos desde que fora instalada, em momentos de quedas de luz ou durante seu transporte/traslado. O fato, que intriga especialistas, foi alvo de um estudo recente para determinar o motivo da longevidade do produto.

A lâmpada chegou ao prédio do corpo de bombeiros de Livermore no início do século XIX, doada por um empresário local. Fabricada à mão pelo inventor Adolphe Chaillet, a lâmpada tinha como função iluminar a área de alojamentos do quartel general da corporação para que os bombeiros pudessem responder aos chamados de incêndio o mais rápido possível. O tempo foi passando, bombeiros novos chegavam enquanto outros se aposentavam, reformas aconteceram e a lâmpada seguiu iluminando. Para fins de comparação, a pessoa mais velha do mundo viva hoje, a japonesa Kane Tanaka, de 116 anos, nasceu quase dois anos após a instalação da lâmpada.

O que ninguém entendia é por que a lâmpada segue acesa/funcionando por tanto tempo. Quando a luz do equipamento já irradiava há mais de 100 anos, a física Debora Katz, da Academia Naval dos Estados Unidos, foi até o prédio do corpo de bombeiros de Livermore para estudá-lo. Analisando outras lâmpadas da mesma coleção, a pesquisadora descobriu que o filamento é feito de carbono e oito vezes mais grosso que o utilizado em lâmpadas comuns. Neste caso, quando a lâmpada esquenta, o filamento se converte em um condutor mais potente, diferentemente dos modelos atuais, que perdem potência quando esquentam.

Acesa há 118 anos, a lâmpada de Livermore tem um comitê responsável por mantê-la funcionando. Em 1976, quando o corpo de bombeiros da cidade mudou de sede, uma grande operação foi realizada para que a lâmpada também fosse transportada. Durante o processo, o cabo que liga a energia ao soquete foi cortado para que a lâmpada não quebrasse quando desenroscada. Em seguida, um caminhão da corporação foi utilizado para levar a lâmpada em segurança ao novo prédio, com escolta policial.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by