Morre Modesto Carone, mais conhecido importante tradutor de Kafka no Brasil
Saiba o que é e quando utilizar a tradução juramentada NAATI
16/12/2019
Traduzca lança planner exclusivo para organização semanal e metas para 2020
19/12/2019

Morre Modesto Carone, mais conhecido importante tradutor de Kafka no Brasil

O mundo da tradução perdeu um de seus mais importantes contribuidores. O paulista Modesto Carone faleceu na última segunda-feira, 16 de dezembro, após quase 40 anos de uma carreira dedicada a traduzir grandes autores para o português. Conhecido por “mudar a forma como lemos Kafka”, como definiu o jornal Folha de São Paulo, Carone tinha 82 anos e deixa um legado intelectual tão grande quanto sua obra enquanto escritor, jornalista, professor e tradutor.

Formado em direito e letras pela Universidade de São Paulo (USP), Carone trabalhou como professor por muito anos, lecionando literatura na Universidade de Viena (Áustria), Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e USP. Colaborador regular da Folha de São Paulo por décadas, suas crônicas publicadas no jornal foram transformadas em livro em 2007, que recebeu o nome de “Por Trás dos Vidros”. Também é autor de outras obras como “As Marcas do Real” (1979), “Aos Pés de Matilda” (1980) e “Dias Melhores” (1984).

Além de professor e jornalista, Carone foi um dos principais tradutores brasileiros. Desde 1983 seu nome acompanha os livros do autor tcheco Franz Kafka no Brasil, traduzindo as obras “Um artista da fome”, “A Construção”, “A Metamorfose”, “O Veredicto”, “Na Colônia Penal”, “Carta ao Pai”, “O Processo”, “Um Médico Rural”, “Contemplação”, “O Foguista” e “O Castelo e Narrativas do Espólio”. Em 2009, Carone recebeu o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte de melhor livro de ensaio/crítica por “Lição de Kafka”.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?