No Dia da Pizza, físicos calculam como preparar uma pizza perfeita
Museu do Louvre lança linha de perfumes inspirados em obras do acervo
9 de julho de 2019
Prefeitura de Viena, na Áustria, usa comentários negativos da internet para atrair turistas
11 de julho de 2019

No Dia da Pizza, físicos calculam como preparar uma pizza perfeita

Uma massa redonda coberta por molho de tomate, queijo e ingredientes variados. A receita prática é uma das mais populares do mundo e tem uma data só para ela, pelo menos no Brasil. O prato que é preferência nacional tem segredos que, segundo físicos italianos e norte-americanos, a matemática é capaz de explicar. Neste dez de julho, o blog da Traduzca abre a porta da cozinha e revela como preparar a pizza perfeita em casa.

O estudo foi publicado no periódico Arxiv.org por Andrey Varlamov, do Instituto de Supercondutores, Óxidos e Outros Materiais Inovadores e Dispositivos de Roma, Andreas Glatz, da Universidade Northern Illinois, nos Estados Unidos e Sergio Grasso, antropólogo alimentar e cineasta italiano. Os três físicos acompanharam um pizzaiolo enquanto preparava algumas pizzas sabor marguerita. O modo de preparo, os ingredientes e o forno foram analisados e calculados, e eis o resultado esperado: a matemática consegue explicar como fazer uma pizza perfeita.

Em um forno de tijolos, a lenha deve ser queimada em um dos cantos para que o calor possa se espalhar pelas paredes curvas e chão de pedra. Nessa condição, a pizza de marguerita é perfeitamente assada em exatamente dois minutos sob uma temperatura constante de 330 graus Celsius. Quando o sabor for diferente, o pizzaiolo deve levantar a massa cuidadosamente com uma espátula de madeira ou alumínio por aproximadamente 30 segundos, garantindo que o calor se propague e o fundo não queime.

Se você não tem um forno desses, os físicos também divulgaram como preparar a pizza perfeita. Para isso, a massa deve ser assada em uma forma de metal para que absorva o calor mais rapidamente. Assim, ela deve ser assada por exatamente 170 segundos em um forno aquecido a 230 graus Celsius. Para coberturas diferentes da marguerita, o cálculo é diferente e deve ser levado em consideração o teor de água dos ingredientes utilizados.

A pizza é um prato tipicamente italiano, mas o local de sua origem ainda não foi confirmado. Enquanto alguns pesquisadores defendem que a receita foi criada no Egito, outros afirmam que há registros de gregos consumindo a iguaria. Dúvidas à parte, o Brasil é o segundo país que mais consome pizza no mundo, atrás somente dos Estados Unidos, e motivos é o que não falta para comemorar o dia de hoje, saboreando a sua pizza preferida, não é mesmo?