Nova tecnologia permite criar vídeos a partir de uma única imagem
Bibliotecário do Mali recebe título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Nova York
29/05/2019
Cartas escritas por Anne Frank para sua avó são traduzidas e publicadas
31/05/2019

Nova tecnologia permite criar vídeos a partir de uma única imagem

Você sabia que pode conversar com a Monalisa, uma das principais obras do gênio italiano Leonardo da Vinci ou até mesmo gravar um novo filme com Marilyn Monroe, a principal estrela da TV e cinema norte-americano do século XX? Isso só é possível, claro, com a ajuda de muitos cálculos, códigos e algoritmos. Uma tecnologia desenvolvida na Rússia por um grupo de engenheiros e cientistas de várias partes do mundo mostra que já podemos criar vídeos a partir de uma única imagem.

A tecnologia foi desenvolvida pelo Centro de Inteligência Artificial da Samsung e pelo Instituto Skolkovo de Ciência e Tecnologia, os dois localizados em Moscou, e foi batizada de deepfakes. Usando o computador ou um celular é possível criar vídeos realistas com expressões de outras pessoas, que podem ser gerados por inteligência artificial a partir de uma única imagem, mas funcionam melhor com uma variedade maior de fotos em ângulos diferentes. Sistemas semelhantes já estão disponíveis em smartphones lançados recentemente.

Em um artigo publicado no site arXiv.org, os cientistas envolvidos no projeto dizem que “essa capacidade tem aplicações práticas para telepresença, incluindo videoconferência e jogos multiplayer, bem como a indústria de efeitos especiais”. O sistema, segundo os engenheiros, tende a melhorar à medida que os algoritmos são aprimorados e os modelos de treinamento se tornam mais eficientes. O objetivo é poder recriar performances realistas apenas a partir de imagens, como rodar um filme sem que o ator esteja presente durante as gravações.

Testes foram realizados com um banco de dados com imagens de celebridades chamado VoxCeleb. O recurso analisa todos os pontos do vídeo, e os trechos que não parecem naturais são excluídos automaticamente, criando o chamado “realismo perfeito”. Especialistas em internet alertam para o correto uso da tecnologia, pois ela pode gerar animações com conteúdo falso pelas redes sociais.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by