Nova York recebe banca de jornal que vende somente notícias falsas
Por que o passaporte de alguns países tem cor diferente
30 de outubro de 2018
Homem descobre que seu peso de porta é um meteorito avaliado em 100 mil dólares
1 de novembro de 2018

Nova York recebe banca de jornal que vende somente notícias falsas

Todas as notícias disponibilizadas na banca de jornal não foram inventadas, mas sim tiradas da internet, onde são vendidas como informações verdadeiras.

Todas as notícias disponibilizadas na banca de jornal não foram inventadas, mas sim tiradas da internet, onde são vendidas como informações verdadeiras.

Todas as notícias disponibilizadas na banca de jornal não foram inventadas, mas sim tiradas da internet, onde são vendidas como informações verdadeiras.

Provavelmente você já recebeu uma daquelas notícias duvidosas no WhatsApp ou viu aquele seu amigo ou parente compartilhando uma matéria comprovadamente mentirosa em sua rede social. Isso já é rotina e, praticamente, já nos acostumamos a ver essas coisas. Mas já imaginou ir em uma banca e receber um jornal somente com “fake news”?

Isso é possível em Nova York, mais precisamente na esquina da 42° com a Sexta Avenida. A ação é promovida pela agência de publicidade TBWA/Chiat/Day New York para impulsionar a campanha “Real Journalism Matters” do Columbia Journalism Review e conscientizar para as eleições norte-americanas para governador deste ano, que estão sendo palco de um bombardeio de notícias falsas. Uma banca de jornal foi instalada na calçada, chamando a atenção dos pedestres que passam pelo local.

A parte mais interessante é que todas as notícias disponibilizadas na banca de jornal não foram inventadas, mas sim tiradas da internet, onde são vendidas como informações verdadeiras. Notícias, como analgésicos na água, passagens só de ida para imigrantes oferecidas pelo presidente americano, artistas de Hollywood estariam bebendo sangue de bebês e até a venda do estado norte-americano do Texas para o México, estão sendo usadas na banca, sendo que todas elas foram propagadas na internet por milhares de pessoas como notícias verdadeiras.

Os organizadores da ação esperam que este projeto sirva como um alerta para que as pessoas sejam mais conscientes e cuidadosas com as notícias e informações. Para o portal Ad Age, o CCO da agência TBWA/Chiat/Day New York, Chris Beresford-Hill, diz que, por ser ano de eleições, “não podemos perder tempo. Nós estamos olhando para esta iniciativa como uma ação organizada para ser ampliada futuramente”.

No editorial do site que promove a banca, o Columbia Journalism Review diz que a “meta é mostrar o custo da falta de atenção de informações que consumimos, o seu efeito no jornalismo real e até o seu potencial de violência”. Veja algumas capas de jornais que estão à disposição dos leitores que passam pela banca em Nova York.

Comentários