Parceria entre Google e The New York Times digitaliza imagens históricas - Traduzca - Tradução juramentada, simultânea e documentos. Orçamento online!
Luxemburgo promete ser o primeiro país com transporte público totalmente gratuito
10 de dezembro de 2018
Maias já comercializavam cachorros há 2,4 mil anos, revela estudo
12 de dezembro de 2018

Parceria entre Google e The New York Times digitaliza imagens históricas

Muitas fotos do jornal são datadas do século XIX, e não existem em nenhum outro lugar. Por isso o The New York Times fechou parceria com o Google, que usará ferramentas para digitalizar as fotos antigas.

Muitas fotos do jornal são datadas do século XIX, e não existem em nenhum outro lugar. Por isso o The New York Times fechou parceria com o Google, que usará ferramentas para digitalizar as fotos antigas.

Muitas fotos do jornal são datadas do século XIX, e não existem em nenhum outro lugar. Por isso o The New York Times fechou parceria com o Google, que usará ferramentas para digitalizar as fotos antigas.

Poucas pessoas conseguem viver sem a companhia da tecnologia hoje em dia. Seja usando o GPS para não errar o caminho para um local, ou para manter contato direto com uma pessoa que está distante, usamos recursos que não eram de fácil acesso há não muito tempo. Usada para facilitar nossa rotina, e nos colocar mais perto do futuro, a inteligência artificial está sendo usada para armazenar a história de um dos mais importantes jornais do mundo.

O acervo de imagens do jornal norte-americano The New York Times, com mais de cinco milhões de itens e informações sobre quando foto foi feita, e o motivo das publicações, será digitalizado em parceria com a Google. O trabalho está sendo feito através do Google Cloud Platform plataforma de inteligência artificial da empresa de tecnologia.

Muitas fotos do jornal são datadas do século XIX, e não existem em nenhum outro lugar. Por isso o jornal novaiorquino fechou parceria com o Google, que usará ferramentas para não apenas digitalizar as anotações escritas à mão e anexadas a cada imagem, mas também categorizar as informações nelas contidas, como locais e datas.

Também será usada uma ferramenta de reconhecimento de objetos para extrair ainda mais informações das fotos, tornando-as mais fáceis de catalogar e usar no futuro. Segundo Nick Rockwell, diretor de tecnologia do jornal novaiorquino, o material é “uma crônica inestimável não apenas da história do The New York Times, mas de quase mais de um século de eventos globais que moldaram nosso mundo moderno.”

Essa não é a primeira vez que a Google faz esse trabalho. Recentemente, a empresa de tecnologia digitalizou o arquivo da revista norte-americana Time. Assim como o outro trabalho, o arquivo do jornal The New York Times não ficará acessível ao público. Pelo menos por enquanto.

Comentários