Parlamentar ucraniano afirma ter fragmento da Bíblia de Gutenberg
Cidade da Sibéria registra a maior temperatura da história da região
29/06/2020
Mosaicos com 2.200 anos são encontrados na Turquia
01/07/2020

Parlamentar ucraniano afirma ter fragmento da Bíblia de Gutenberg

Um parlamentar ucraniano afirma ser proprietário de uma página da Bíblia de Gutenberg. Viktor Medvedchuk, um milionário que tem ligações com a Rússia, listou o manuscrito em sua declaração de bens, o que é obrigatório para quem assume um cargo político na Ucrânia. Para comprovar o fato, o político exibiu o fragmento do incunábulo para a agência de notícias Reuters, em Kiev, onde mora. Especialistas, porém, afirmam que ainda é preciso realizar uma análise técnica para certificar que o material é mesmo legítimo.

Um parlamentar ucraniano afirma ser proprietário de uma página da Bíblia de Gutenberg. Viktor Medvedchuk, um milionário que tem ligações com a Rússia, listou o manuscrito em sua declaração de bens, o que é obrigatório para quem assume um cargo político na Ucrânia. Para comprovar o fato, o político exibiu o fragmento do incunábulo para a agência de notícias Reuters, em Kiev, onde mora. Especialistas, porém, afirmam que ainda é preciso realizar uma análise técnica para certificar que o material é mesmo legítimo.

A Bíblia de Gutenberg é o primeiro livro significativo impresso do mundo. Traduzida do latim, acredita-se que a produção do livro sagrado começou em 1450 e levou cinco anos para ser concluída. Não há registros oficiais de quantas cópias foram impressas, mas estima-se entre 158 e 180 exemplares, sendo 45 em pergaminho e 135 em papel. Um exemplar completo da obra tem 1.282 páginas; todos possuem textos divididos em duas colunas e a maioria das edições foi encadernada em dois volumes.

A Bíblia de Gutenberg é o primeiro livro significativo impresso do mundo. Traduzida do latim, acredita-se que a produção do livro sagrado começou em 1450 e levou cinco anos para ser concluída. Não há registros oficiais de quantas cópias foram impressas, mas estima-se entre 158 e 180 exemplares, sendo 45 em pergaminho e 135 em papel. Um exemplar completo da obra tem 1.282 páginas; todos possuem textos divididos em duas colunas e a maioria das edições foi encadernada em dois volumes.

Segundo Medvedchuk, o fragmento foi comprado em 2011 ou 2012 por recomendação de consultores. Em entrevista à agência de notícias Reuters, o político diz que o comprou “imediatamente e honestamente, nem pechinchei pelo preço”. Além da Bíblia de Gutenberg, Viktor Medvedchuk tem outros livros raros e históricos em sua coleção particular, que tem aproximadamente 8.000 volumes, incluindo as primeiras edições do poeta russo Alexander Pushkin e do ucraniano Taras Shevchenko. O parlamentar é conhecido por ter a maior biblioteca particular da Ucrânia.

Segundo Medvedchuk, o fragmento foi comprado em 2011 ou 2012 por recomendação de consultores. Em entrevista à agência de notícias Reuters, o político diz que o comprou "imediatamente e honestamente, nem pechinchei pelo preço". Além da Bíblia de Gutenberg, Viktor Medvedchuk tem outros livros raros e históricos em sua coleção particular, que tem aproximadamente 8.000 volumes, incluindo as primeiras edições do poeta russo Alexander Pushkin e do ucraniano Taras Shevchenko. O parlamentar é conhecido por ter a maior biblioteca particular da Ucrânia.

Não se sabe como um fragmento da Bíblia de Gutenberg chegou à Ucrânia, mas Medvedchuk garante que foi retirado de uma Bíblia adquirida no século passado pelo livreiro norte-americano Gabriel Wells, que vendeu sua cópia página por página. Especialistas solicitaram informações para autenticar a peça e identificar a qual livro o fragmento pertence. Para fins de comparação, uma única folha de uma Bíblia de Gutenberg foi vendida por US $ 47.500 em dezembro de 2016 na casa de leilões Sotheby’s de Nova York.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?