Projeto alemão vai percorrer rota marítima do Antigo Egito com barco da época
Cinco livros escritos por Toni Morrison, vencedora do Nobel de Literatura de 1993
06/08/2019
Clássica foto dos Beatles completa 50 anos nesta quinta-feira
08/08/2019

Projeto alemão vai percorrer rota marítima do Antigo Egito com barco da época

As centenas de satélites, estudos cartográficos precisos e o conhecimento adquirido ao longo dos anos de experiência deixam as navegações pelos mares do mundo cada vez mais fáceis e seguras, mas sabemos que nem sempre foi assim. Em uma viagem para a Índia, por exemplo, nosso país acabou descoberto por acidente. Porém nossa jornada de hoje vai um pouco mais longe. Você sabe como os antigos egípcios chegavam até a costa do local onde hoje é a Bulgária?

É o que um grupo de historiadores, liderado pelo arqueólogo alemão Dominique Görlitz pretende descobrir a partir da próxima semana com a missão Abora IV. Usando uma embarcação de 14 metros de comprimento, construída com vigas de madeira de abeto e 12 toneladas de juncos, os pesquisadores pretendem atravessar os mais de 1.300 quilômetros entre a costa da Bulgária e a ilha grega de Creta, passando pelo Mar Negro, atravessando o Estreito de Bósforo e o Mar Egeu.

O objetivo da missão é cruzar os mares em um barco semelhante aos usados no final do período Neolítico até a Idade do Bronze. Em entrevista ao site da AFP, Görlitz disse que “a questão principal é se esse barco é capaz de cruzar as difíceis plataformas [continentais] do mar Egeu”. Em estudos publicados, o alemão líder da missão afirma que “o potencial inovador da humanidade nos tempos antigos era mais alto do que geralmente é assumido hoje”, por isso resolveu desenvolver o projeto Abora.

A missão, porém, não será completamente igual a dos egípcios da época. Os pesquisadores viajarão equipados com modernos equipamentos via satélite e rádio para comunicação com embarcações próximas. Görlitz diz que “seria totalmente arrogante e estúpido não usar equipamentos modernos. É uma experiência científica e não de risco”. Esta é a quarta vez que o grupo realiza uma viagem do tipo. Para conhecer mais sobre a missão Abora, acesse o site oficial do projeto, disponível em inglês e em alemão.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by