Quarto com mais de 2 mil anos é descoberto próximo ao Coliseu, em Roma
Francês matricula 15 ovelhas em escola para evitar fechamento de turma
15 de maio de 2019
UNESCO lista patrimônios da humanidade ameaçados de destruição
17 de maio de 2019

Quarto com mais de 2 mil anos é descoberto próximo ao Coliseu, em Roma

Uma coisa é certa: o passado ainda guarda muitas histórias que ainda serão contadas no futuro. Hoje relatamos mais uma descoberta arqueológica, desta vez em Roma, na Itália. Um quarto secreto com mais de 2 mil anos foi encontrado recentemente sob uma colina próxima ao Coliseu. O achado, porém, chama atenção por um detalhe pouco visto em outras escavações do gênero: as paredes são decoradas com afrescos, possivelmente pintados entre 65 e 68 d.C.

O quarto foi descoberto durante o processo de restauração de uma área chamada Domus Aurea, que é adjacente ao complexo do Coliseu na capital italiana. O responsável pela região, Alessandro D’Alessio, disse em comunicado que “nos deparamos com uma grande abertura ao norte da parede da sala. As lâmpadas que os técnicos tinham para iluminar a plataforma fizeram o resto. Com as luzes artificiais, apareceu a circunferência de uma sala adjacente repleta de afrescos”.

As pinturas nas paredes representam panteras, centauros e uma esfinge e carregam um imenso valor histórico. Não se sabe ainda o tamanho total do cômodo descoberto, que ainda está sujo, sendo que o processo de escavação terminará apenas nos próximos meses, podendo revelar ainda novas descobertas. Em entrevista ao site da National Geographic, a diretora do parque arqueológico do Coliseu, Alfonsina Russo, disse esperar “terminar o trabalho até o final do ano”.

Na mesma entrevista, Russo disse que “o quarto permaneceu oculto por quase vinte séculos, a sala da esfinge, como a chamamos, nos conta sobre a atmosfera dos anos do principado de Nero”. Pesquisadores envolvidos no trabalho de escavação acreditam que a área onde o cômodo foi encontrado foi construída por vários imperadores romanos e que agora precisam ser redescobertas.