Raro fenômeno 'Olho do Dragão' se forma em lago japonês
Site cria ranking dos passaportes mais “visa-free”
07/08/2020
Curso da Universidade de Harvard está disponível de graça e em português
11/08/2020

Raro fenômeno ‘Olho do Dragão’ se forma em lago japonês

Um raro fenômeno marcou o início do verão deste ano no lago Kagami-Numa, no norte do Japão. O local, que fica no topo do monte Hachimantai, entre as cidades de Iwate e Akita, ganhou o formato de um olho, o que foi chamado de “Olho do Dragão” por um turista taiwanês em 2016. Mesmo que tenha acontecido entre o final de maio e o começo de junho, duas fotos do fenômeno japonês ganharam as redes sociais este mês.

Um raro fenômeno marcou o início do verão deste ano no lago Kagami-Numa, no norte do Japão. O local, que fica no topo do monte Hachimantai, entre as cidades de Iwate e Akita, ganhou o formato de um olho, o que foi chamado de "Olho do Dragão" por um turista taiwanês em 2016. Mesmo que tenha acontecido entre o final de maio e o começo de junho, duas fotos do fenômeno japonês ganharam as redes sociais este mês.
O fotógrafo japonês Ryohei Moriya conseguiu registrar a formação do Olho do Dragão com o auxílio de um drone.

Mesmo sendo um fenômeno natural, não é todos os anos que o Olho do Dragão se forma no lago Kagami-Numa. A atração, que dura apenas algumas semanas, acontece devido ao derretimento de parte da neve acumulada no monte Hachimantai durante o inverno. Com a chegada da primavera e maior intensidade dos raios do sol, o gelo cai sobre a água formando um desenho único, semelhante a um olho. Muitas pessoas visitam o local todos os anos, fazendo lago Kagami-Numa um destino turístico japonês.

O degelo do topo do monte Hachimantai acontece todos os anos, mas a formação do Olho do Dragão não. Este ano, o fotógrafo Ryohei Moriya, do jornal japonês Yomiuri Shimbun, conseguiu registrar a formação do fenômeno no lago com o auxílio de um drone e as imagens estão fazendo sucesso nas redes sociais. Em alguns anos, porém, o ‘olho’ não se forma corretamente ou a neve se quebra assim que o anel é criado.

O degelo do topo do monte Hachimantai acontece todos os anos, mas a formação do Olho do Dragão não. Este ano, o fotógrafo Ryohei Moriya, do jornal japonês Yomiuri Shimbun, conseguiu registrar a formação do fenômeno no lago com o auxílio de um drone e as imagens estão fazendo sucesso nas redes sociais. Em alguns anos, porém, o 'olho' não se forma corretamente ou a neve se quebra assim que o anel é criado.
O degelo do topo do monte Hachimantai acontece todos os anos, mas a formação do Olho do Dragão não.

Obra de arte mais reproduzida do mundo

Pela beleza e raridade do acontecimento, certamente as fotos do Olho do Dragão serão transformadas em quadros e pôsteres em vários países. E não é de hoje que a cultura e as belezas do Japão se espalham pelo mundo. É japonês, também, o título de obra de arte mais reproduzida do mundo. O quadro A Grande Onda de Kanagawa, de Katsushika Hokusai, é uma das peças de uma coleção com 46 xilogravuras que o artista criou entre 1823 e 1829.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?