Setembro Amarelo: conheça a origem do movimento global
Biblioteca norte-americana mostra quanto o cliente economizou alugando livros
3 de setembro de 2019
Aplicativo oferece acomodações curiosas pelo mundo
5 de setembro de 2019

Setembro Amarelo: conheça a origem do movimento global

Setembro chegou e com ele o período de campanhas de conscientização para males que atingem nossa cidade. A primeira é o Setembro Amarelo, uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida, do Conselho Federal de Medicina e da Associação Brasileira de Psiquiatria para a prevenção ao suicídio. O Brasil aderiu à causa em 2015 e, desde então, ações de alerta à população sobre a importância do diálogo sobre o assunto são recorrentes em escolas, hospitais e centros de acolhimento.

O objetivo da campanha Setembro Amarelo é promover eventos e debates na sociedade sobre a importância da discussão sobre o assunto e sobre a atenção aos sinais de depressão que nossos amigos e familiares dão durante o período que estão vivendo. A campanha começou em 2003, quando a International Association for Suicide Prevention (Associação Internacional para Prevenção ao Suicídio) definiu o mês de setembro para promover a causa, devido ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, observado no dia 10.

Segundo o portal Yellow Ribbon, idealizador do projeto Setembro Amarelo, o programa nasceu em memória ao jovem Mike Emme, que tirou a própria vida aos 17 anos de idade após restaurar um veículo Mustang modelo 68 e pintá-lo com um amarelo vibrante. Durante seu velório, amigos e familiares distribuíram cartões com mensagens acompanhadas de uma fita amarela, cor do carro reformado. Os cartões circularam por todo os Estados Unidos, e os pais do jovem, Dale e Dar Emme, fundaram o movimento.

No Brasil, ações em prol do Setembro Amarelo iniciaram em 2015, com apoio de entidades públicas e privadas do país todo que buscam, através de seminários, palestras, debates e encontros, conscientizar sobre a importância do assunto na sociedade. Mais informações sobre o movimento, como ações e participações, podem ser acessadas no site oficial setembroamarelo.org.br.