_yoast_wpseo_focuskw
Obter cidadania italiana ficará mais fácil a partir de 14 de agosto
18 de maio de 2016
Traduzca é apoiadora do TEDxLaçador, que acontece neste fim de semana
20 de maio de 2016

Tradutor Boris Schnaiderman morre em São Paulo aos 99 anos

O mundo da tradução perdeu essa semana o pioneiro do idioma russo no Brasil. O tradutor Boris Schnaiderman faleceu nesta quarta, aos 99 anos, vítima de uma pneumonia, em São Paulo. De origem ucraniana, Schnaiderman mudou-se para o Brasil com sua família em 1925, aos 8 anos de idade.

Considerado um dos maiores intelectuais e tradutores do idioma russo no Brasil, Boris Schnaiderman naturalizou-se brasileiro em 1940 e, quatro anos mais tarde, passou a traduzir autores russos. Publicou diversos livros sobre cultura, literatura e traduções para obras de autores como Púchkin, Dostoiévski, Tolstói e outros.

Boris-Schnaiderman

Boris Schnaiderman faleceu nesta quarta-feira (18), aos 99 anos. Foto: Memória USP.

Em 1960 foi convidado para iniciar o curso de Língua e Literatura Russa da Universidade de São Paulo, mesmo sem ser formado na faculdade de letras. Lecionou até o fim da década de 70, quando se aposentou.

Boris Schnaiderman teve sua carreira reconhecida em distinções como o título de Professor Emérito do curso de Língua e Literatura Russa da USP em 2001, o Prêmio de Tradução da Academia Brasileira de Letras em 2003 e a Medalha Púchkin em 2007, honraria concedida pelo governo da Rússia em reconhecimento por sua contribuição na divulgação da cultura russa no exterior.

Pioneiro na tradução de escritores russos no Brasil, Boris Schnaiderman foi o responsável para que obras como “Os irmãos Karamázov”, “Memórias do subsolo”, “Um jogador”, “O eterno marido” e “Nétotchka Niezvânova” de Fiódor Dostoiévski; “A morte de Ivan Ilitch”, “Felicidade conjugal” e “A sonata a Kreutzer”, de Liev Tolstói; “A dama de espadas”, de Aleksandr Púchkin; “O beijo e outras histórias”, de Anton Tchekov; e “Meu companheiro de estrada e outros contos”, de Maksim Górki, pudessem ser publicadas em português no país.