Único registro em áudio de Frida Kahlo é descoberto no México
Pequeno país da Oceania fala mais de 800 idiomas diferentes
13/06/2019
Site atualiza lista com os passaportes mais poderosos do mundo
17/06/2019

Único registro em áudio de Frida Kahlo é descoberto no México

As características marcantes de Frida Kahlo a fazem um dos rostos do século XX mais conhecidos do mundo. A artista surrealista explorou questões de classe, identidade, gênero e da sociedade mexicana em seus retratos, autorretratos e poesias. Sua voz, porém, era desconhecida pelos admiradores e pesquisadores de seu trabalho até a última quarta-feira, dia 12 de junho. Isso porque o governo do México divulgou o que acredita-se ser a única gravação sonora de um poema narrado pela pintora e poetisa.

O Museu de Som Nacional do México divulgou nesta semana em sua conta no Twitter o único registro sonoro deixado por Frida Kahlo. A descoberta foi confirmada pela Secretária de Cultura mexicana, Alejandra Frausto, ao jornal norte americano “The New York Times”. Na gravação de julho de 1954, a artista narra o poema “Retrato de Diego”, que fez em homenagem ao marido Diego Rivera. Ouça abaixo:

Especialistas na vida e obra de Frida Kahlo dizem que a gravação foi feita para o piloto de um programa de rádio. A edição do áudio foi finalizada um ano depois, em 1955, e foi ao ar apresentando a artista mexicana como “a pintora que não existe mais”. O arquivo foi doado pela rádio Televisa em 2007 para o Museu de Som Nacional do México digitalizar o material. Durante o processo, pesquisadores perceberam que a voz poderia ser de Frida.

Ícone do feminismo mundial, Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón passou toda sua vida em Coyoacán, região da Cidade do México. Falecida em 1954, sua obra ficou quase desconhecida até 1970, quando foi redescoberta por historiadores de arte e ativistas políticos. Desde então, seu trabalho é referência em questões sociais, e seu rosto estampa camisetas e cartazes por todo o mundo.



Open chat
1
Olá! Como podemos te ajudar?
Powered by