Estados Unidos criam visto especial para quem quer imigrar para empreender
É mesmo um iPhone numa pintura de um artista holandês do século XVII?
2 de setembro de 2016
Qual o significado das cores na bandeira do Brasil?
6 de setembro de 2016

Estados Unidos criam visto especial para quem quer imigrar para empreender

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, criou um novo tipo de visto para facilitar a vida de quem quer empreender em solo norte-americano. Os EUA estão abrindo as portas para quem quer se mudar para lá com o objetivo de criar uma empresa. O “visto de startups”, como está sendo chamado, estava desde 2013 sendo debatido no Senado norte-americano. A expectativa é que esse projeto de lei de Obama entre em vigor até o fim de 2016.

estados-unidos-visto-startups

A nova modalidade de visto vai permitir que empreendedores estrangeiros ingressem nos EUA por até cinco anos, com o objetivo de permanecer lá focados em novos negócios e empreendimentos baseados em inovação. O blog da Casa Branca explicou os objetivos de abrir as portas do país aos empreendedores internacionais:

“Empreendedores imigrantes sempre fizeram contribuições excepcionais para a economia dos Estados Unidos, nas comunidades espalhadas pelo país. Imigrantes ajudaram a começar nada menos que um em cada quatro pequenos negócios e startups tecnológicas pelos Estados Unidos, e a maioria das startups do Vale do Silício. Estudos sugerem que mais de 40% das companhias do ranking Fortune 500 foram fundadas por imigrantes ou filhos de imigrantes.”.

O Serviço de Imigração e Cidadania dos Estados Unidos (USCIS) fornecerá o “visto de startups” desde que os imigrantes contemplem os critérios listados na “International Entrepreneur Rule”, como o projeto de lei é chamado:

• O empreendedor selecionado passará inicialmente até dois anos nos EUA, com possibilidade de renovar a estada por mais três (totalizando um período de cinco anos);
• Para se candidatar aos dois primeiros anos de visto, os empreendedores devem ter ao menos 15% de participação societária na empresa ou startup, com papel ativo e central na operação;
• Devem demonstrar e argumentar o potencial para rápido crescimento e criação de postos de trabalho – essa verificação será feita por meio de recebimento de investimentos ou de reconhecimento de entidades públicas.;
• A renovação para os três anos seguintes será concedida mediante a comprovação de que a empresa continua trazendo benefícios para a sociedade, porém em uma escala maior do que nos anos iniciais;
• Para renovar pelos três anos seguintes, o empreendedor também deverá comprovar registro de investimentos, geração de receita e criação de postos de trabalho nos Estados Unidos;
• Após o período de cinco anos, o empreendedor deverá concorrer a novos tipos de visto se quiser permanecer em solo norte-americano.